CINDERELA PULA JANELAS

Postado em 20 de maio de 2017 por Seja o primeiro a comentar

(Por Elaine C. Corrêa e Tamara Ramalho)

 

Era uma vez um senhor viúvo que tinha uma filha chamada Cinderela, a quem amava muito. Ele decidiu casar-se novamente com uma viúva que tinha duas filhas.

O pobre homem morreu, deixando sua filha desolada. No entanto a madrasta e suas filhas ficaram felizes com a herança.

Cinderela não se abateu com a maldade delas, empenhava-se em todos os afazeres domésticos e ainda, nas pouquíssimas horas vagas, ficava trancada em seu quarto estudando. Quando as irmãs se aproximavam dela e viam-na sempre tão dedicada, zombavam dela e ela sentia-se muito triste, porém não ligava muito, a sua convicção era maior.

As irmãs e a madrasta logo foram torrando todo o dinheiro da herança que seu pai deixara, com sapatos, bolsas, móveis, roupas e mais roupas… não utilizaram o dinheiro para nenhum investimento inteligente. A pequena parcela do dinheiro que Cinderela recebera logo investiu em conhecimento, comprou livros, transbordou sua humilde estantezinha e se encheu de conhecimento.

Cinderela não contava que, para dar um passo tão importante e sonhado, que era entrar na faculdade, precisaria juntar forças para vencer um inimigo que a assombrava: o vestibular. Cinderela não se intimidou, inscreve-se, as irmãs, conhecendo esse sonho, logo tramaram um plano contra ela.

Quando o grande dia chegou, as irmãs trancaram a moça em seu quarto, fazendo de tudo para que ela chegasse atrasada. No entanto não contavam que Cinderela era boa em pular janelas, pois diversas vezes havia feito isso para visitar um principezinho com quem não queria nada sério.

Mas as dificuldades não acabaram por aí, o ônibus que a transportava quebrou no meio do caminho e ela ficou desesperada, pois não conseguiria chegar a tempo e iria perder a prova, ela estava vendo todo o seu futuro ir por água abaixo e começou a chorar.

Alguns minutos depois resolveu ir correndo até seu destino, caminhou algumas quadras e viu que seria perca de tempo, quando já estava desistindo de seu sonho, viu algo vindo em sua direção que só poderia ser um milagre, limpou as lágrimas e olhou novamente, para ter certeza de que não estava delirando, e ficou maravilhada com o que viu: era um táxi!

A única coisa que tinha de valor e que estava com ela era um belo sapatinho de cristal, não pensou duas vezes e logo entregou ao motorista como troca pela corrida.

Cinderela fez a prova e após alguns dias saiu o resultado, ficou feliz pois conseguiu passar no seu curso tão desejado e ela não via a hora de começar essa nova etapa de sua vida. Quando o primeiro dia de aula chegou, a jovem chutou o balde, foi morar em uma república, comprou material escolar, passou uma vela maquiagem e seguiu toda feliz a caminho da faculdade e sentiu-se realizada. Enquanto as irmãs e a madrasta ficaram lá, sem nenhum centavo e presas nos afazeres domésticos que pertenciam somente à bela moça. 

Categoria : Releiturinhas
  • twitter
  • facebook
  • linkedin
  • delicious
  • digg

Sobre admin

Deixe um comentário